Armazenagem automática: por que investir nesse segmento?

armazenagem automática
6 minutos para ler

A armazenagem automática já é uma realidade no cenário empresarial brasileiro e uma forte tendência para os próximos anos, especialmente em médias e grandes empresas. Diante disso, é importante que os gerentes logísticos conheçam o segmento e entendam os seus impactos positivos.

Cerca de 12,37% do orçamento de um negócio é destinado à logística, o que inclui a etapa de armazenamento. Para reduzir custos e ampliar a eficiência dos processos, vários empreendimentos estão investindo em automatização.

Este post foi elaborado para ajudá-lo a compreender as vantagens de modernizar o setor. Continue a leitura e se informe melhor!

O que é um sistema de armazenagem automática?

O sistema de armazenagem automática é aquele que se baseia no uso de máquinas e sistemas de gestão para organizar e gerenciar os itens distribuídos por prateleiras em um armazém.

Também conhecido como armazenamento automatizado ou sistema de recuperação, esse método tem como principal característica a redução de processos manuais, a verticalização do armazém e a incorporação de tecnologia ao cotidiano do setor, com o objetivo de otimizar recursos e o tempo dos colaboradores envolvidos.

Como funciona esse sistema?

Nesse modelo, todo o processo de entrada e saída das cargas é realizado por softwares, e o sistema cuida de armazenar ou retirar a carga da estrutura, conforme o comando.

Para que isso ocorra, é possível contar com sistemas específicos para armazenagem de pallets — para cargas médias e pesadas — e de caixas — para cargas leves.

É importante observar que, dependendo das necessidades da empresa, diferentes tipos de máquinas podem ser utilizados, como:

Por que investir nessa tecnologia?

Considerada estratégica para o desenvolvimento de qualquer negócio, a logística deve ser inovadora e baseada na melhoria contínua dos processos. A armazenagem é uma etapa complexa e custosa, e a automatização é uma saída inteligente.

Conforme mencionado, os gastos necessários para que a logística opere com eficiência são elevados. No entanto, apostar em tecnologia é uma maneira estratégica de reduzir custos e ampliar os resultados do setor.

Em geral, toda a eficiência obtida por meio da automação gera economia e redução de desperdícios em diversos aspectos, como:

  • custo operacional;
  • manutenção dos equipamentos;
  • mão-de-obra — a redução dos processos manuais diminui a dependência de profissionais;
  • espaço físico — o uso de sistemas de armazenagem otimiza o espaço disponível;
  • acidentes — a tecnologia reduz os índices de acidentes e os problemas derivados;
  • danos aos produtos — a automatização amplia a segurança do processo, reduzindo danos às cargas.

Além disso, um sistema de armazenagem automática permite que a gestão do estoque e do inventário seja realizada em tempo real, o que contribui para que a empresa solidifique uma vantagem competitiva no mercado.

Quais são as suas principais tendências?

Segundo a Abralog (Associação Brasileira de Logística), a logística passará por grandes mudanças nos próximos cinco anos. A constante evolução de recursos tecnológicos promoverá uma verdadeira revolução no setor, especialmente com a automatização e utilização de robôs.

Powered by Rock Convert

Portanto, juntamente com a logística 4.0, a automação da armazenagem é algo que tende a crescer muito nos próximos anos, e as empresas de médio e grande porte serão as maiores beneficiadas.

A seguir, acompanhe as principais tendências nesse segmento!

Sensores de presença e movimentação

Os sensores de presença e movimentação são uma forte tendência de mercado. Esses equipamentos contribuem para a redução de custos e possuem diversas aplicações, como o controle da iluminação dos armazéns.

Radiofrequência

A radiofrequência é uma tecnologia importante para a comunicação em um centro de distribuição ou armazém. Ela representa a substituição das ordens de serviço de papel e o implemento de uma comunicação automática, sem fio e mediante ondas de rádio.

Na prática, há um terminal junto ao colaborador ou acoplado às empilhadeiras, por exemplo. Dessa maneira, os comandos são enviados e a tarefa é executada com maior rapidez e segurança.

Robótica

A robótica já é utilizada por inúmeras empresas brasileiras, mas espera-se que ela seja incorporada ao cotidiano de mais negócios nos próximos anos. Isso porque o uso de robôs reduz custos, erros e acidentes, tornando o trabalho mais eficiente com um estoque verticalizado.

WMS

O WMS, ou Sistema de Gerenciamento de Armazém, não é uma novidade na logística. Porém, o uso desse recurso ainda deve crescer bastante, já que os benefícios do investimento são facilmente percebidos, como:

  • visibilidade em tempo real dos produtos em estoque;
  • entrega de relatórios e gráficos que facilitam a gestão;
  • integração e centralização de documentos essenciais para o fluxo de trabalho, como planilhas, formulários e notas fiscais;
  • controle logístico dos pedidos e melhor reabastecimento do estoque.

Armazéns autoportantes

Diante do aumento do custo dos terrenos, principalmente nos grandes centros urbanos, os armazéns autoportantes devem se popularizar ainda mais. Criado para maximizar o espaço disponível, esse sistema pode chegar a até 30 metros de altura, verticalizando o estoque.

O projeto de construção se baseia na redução do número de colunas e potencialização do espaço interno, podendo ser combinado com a utilização de porta pallets, push-back, drive-in e transelevadores.

Quais são os principais desafios de implementação da armazenagem automática?

A automatização da armazenagem traz vantagens expressivas, mas exige planejamento e bons parceiros para ser concluída com sucesso. Quando esses cuidados não são tomados, é possível enfrentar alguns desafios e problemas, como:

  • falhas em sensores;
  • falhas nos comandos dos softwares;
  • problemas com a manutenção de estruturas e equipamentos.

O gerente de logística que optar por essa inovação deve estar atento a todos os detalhes que envolvem o processo. Desde a elaboração de um projeto coerente com suas necessidades até a escolha dos equipamentos e do fornecedor logístico, é preciso critério e análise.

Conforme visto, investir em armazenagem automática é uma decisão vantajosa e que contribui para a superação dos principais obstáculos existentes no setor de logística. O sistema, que já é realidade em diversos empreendimentos, deve ser incorporado ao cotidiano de novos negócios de maneira acentuada nos próximos anos, transformando-se em mais um aliado na busca por otimização dos processos de armazenagem.

Quer implementar um sistema de armazenagem automatizado? Entre em contato conosco e converse com um dos nossos consultores!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-