Armazenamento de medicamentos: 5 cuidados fundamentais para a indústria farmacêutica

armazenamento de medicamentos
7 minutos para ler

A indústria farmacêutica está em crescimento no país e, por isso, precisa contar com uma logística moderna e eficiente, capaz de possibilitar um crescimento seguro e planejado. Nesse cenário, os processos de armazenamento de medicamentos estão entre as maiores preocupações dos gerentes da área.

Os medicamentos não são mercadorias comuns e demandam cuidados especiais durante as operações logísticas. Além disso, existe uma legislação própria a respeito, tornando esse tipo de providência ainda mais relevante.

Para auxiliá-lo nesse processo e contribuir para que sua empresa tenha bons resultados e diminua as perdas de mercadorias, preparamos este post com os principais cuidados que uma indústria farmacêutica precisa ter ao armazenar e acondicionar seus produtos.

Se você tem interesse pelo tema e deseja aprofundar seus conhecimentos, continue a leitura!

Como funciona a logística no setor farmacêutico?

A logística é uma área fundamental para o sucesso de qualquer negócio e quando voltamos nossa análise para o setor farmacêutico, podemos perceber sua enorme contribuição para o crescimento empresarial.

Por lidar com medicamentos — e, portanto, com saúde pública —, esse setor recebe uma fiscalização intensa e precisa adotar métodos eficazes para garantir a integridade, funcionalidade e qualidade das mercadorias.

A cadeia de suprimentos no setor vem passando por uma alteração interessante — especialmente em razão do novo perfil de consumidor — e pode ser dividida em cinco grupos:

  • indústria;
  • distribuidores;
  • farmácias;
  • governos;
  • hospitais.

Estatisticamente, 70% das vendas e distribuição é realizada de maneira indireta, isto é, da indústria para as distribuidoras, e 30% ocorre de maneira direta, como a venda da indústria para um revendedor ou consumidores como as farmácias e hospitais.

Com isso, é possível observar que o funcionamento da logística de venda direta é mais simples, com o armazenamento de poucos SKUS (Stock Keeping Unit ou Unidade de Manutenção de Estoque) e com um número reduzido de clientes.

Por outro lado, na logística de venda indireta — maior volume de vendas — são necessários inúmeros cuidados extras, especialmente no que se refere à complexidade do armazenamento, controle e fracionamento das entregas.

Ressalta-se que algumas indústrias ainda operam com Centros de Distribuição próprios, mas a terceirização de soluções logísticas, como a estocagem e armazenagem, tem se tornado uma opção comum, devido aos ganhos em qualidade e segurança e à redução de custos que isso proporciona.

Quais os 5 cuidados que não podem faltar nas operações logísticas desse setor?

Conforme visto, uma indústria farmacêutica deve contar com uma logística moderna e capaz de atender às suas peculiaridades e demandas de um mercado que tem crescido e modificado bastante, em razão do envelhecimento da população.

Confira, a seguir, os 5 cuidados imprescindíveis para o sucesso de sua logística:

1. Adequação dos locais de armazenamento

Um dos cuidados mais importantes na logística aplicada ao setor farmacêutico é, sem dúvidas, a adequação dos locais de armazenagem. É preciso assegurar que o ambiente esteja devidamente higienizado e receba iluminação e ventilação adequada.

ebook - guia prático sobre armazenagemPowered by Rock Convert
ebook - logística empresarial guia completoPowered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

Não observar esses detalhes pode comprometer a integridade do produto e gerar problemas ao consumidor final. Por isso, tenha um controle rígido e procure adequar seus armazéns, estoques e centros de distribuição.

2. Transporte seguro e adequado a cada tipo de medicamento

A fase de transporte também merece uma atenção especial, seja durante a movimentação e acondicionamento dos produtos no caminhão e também durante o percurso.

Em geral, o transporte precisa ser realizado de maneira rápida e com segurança. Para isso, é imprescindível contar com embalagens adequadas e levar em consideração as peculiaridades de cada medicamento, já que alguns necessitam de refrigeração, por exemplo.

3. Controle de temperatura

Alguns medicamentos demandam uma refrigeração especial e a grande maioria não pode ser exposta às altas temperaturas. Desse modo, é relevante destacar que o gerente logístico que atua nessa área deve ficar atento ao controle de temperatura dentro e fora da fábrica.

No que se refere ao armazenamento de medicamentos o uso de câmaras refrigeradas é altamente recomendado para garantir o controle da temperatura e conservação dos produtos em estoque.

4. Controle de validade e gestão de estoque

Adotar um controle rígido de validade dos estoques é imprescindível para o setor farmacêutico. Estamos lidando com medicamentos que perderão sua função e qualidade após a data de vencimento e, portanto, devem ser distribuídos e comercializados dentro do período indicado.

Para evitar perdas é necessário adotar estratégias eficientes de gestão de estoque, como o método FIFO ou PEPS de armazenagem, em que o primeiro produto que entra é o primeiro que sai, para ajudar no controle de validade dos medicamentos e a utilização de um bom software, ou contar com o auxílio de uma empresa que tenha experiência para lidar com essas operações logísticas.

5. Cumprimento de normas e determinações da ANVISA

Conforme mencionado, o setor farmacêutico recebe uma intensa fiscalização dos órgãos governamentais e possui regulamentações próprias. Por esse motivo, é importante que o gerente da área conheça e domine tais normas, em especial às da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Essa autarquia é a responsável por monitorar e regulamentar a atuação das indústrias farmacêuticas, assegurando a saúde e segurança dos consumidores. Dentre os vários dispositivos publicados, podemos destacar o Certificado de Boas Práticas de Distribuição e/ou Armazenagem (CBPDA).

Como monitorar e gerenciar os riscos no armazenamento de medicamentos com eficiência?

Agora que você já conhece os cuidados que deve tomar em sua indústria farmacêutica, é importante aprender a monitorar e gerenciar os riscos com eficiência.

Em geral, todas as boas práticas apresentadas evitam inúmeros problemas e permitem que sua indústria sofra menos com as perdas de produtos e de capital e não enfrente prejuízos em razão da má gestão de estoque, quebrando a cadeia de suprimentos e colocando em risco a integridade física do consumidor.

Por isso, é extremamente importante que você aposte em um sistema de gestão de transportes, armazenagem (WMS) e estoque (S&OP). Dessa maneira, você estará atuando de maneira legal e conquistando uma logística mais eficiente e ágil.

Além disso, contar com o auxílio de uma empresa como a Longa Industrial pode ser o grande diferencial de seu negócio, uma vez que desenvolvemos e fornecemos sistemas de armazenagem adequadas às suas demandas — observando as características dos produtos e o fluxo de pedidos —, o que garante a preservação das mercadorias e confere mais agilidade à logística.

No post de hoje foi possível compreender a importância de se manter atento aos procedimentos de armazenamento de medicamentos. Além de assegurarem um bom nível de segurança ao consumidor, uma logística farmacêutica eficiente agrega valor à marca e contribui para a retenção de clientes.

Por isso, se você está em busca de mais eficiência para sua empresa, colocando-a em posição de destaque no setor farmacêutico, não deixe de entrar em contato conosco! Temos a experiência e estrutura necessária para lhe auxiliar!

Você também pode gostar
-
Assine nossa Newsletter

Assine nossa Newsletter

Receba conteúdos exclusivos e gratuitos sobre Logística e Sistemas de Armazenagem

Obrigado por se inscrever!