orçamento anual de logística

Aprenda como fazer um orçamento anual de logística em 4 passos

Todas as empresas devem contar com um orçamento anual de seus setores, o que vale também para o departamento de logística, especialmente, por envolver operações que podem demandar custos altos e certos riscos.

Por isso, decidimos trazer algumas dicas importantes e essenciais para você se guiar e saber um pouco mais sobre a importância de um planejamento e como implementá-lo em sua empresa. Quer conferir conosco? Então, continue a leitura e tome nota. Vamos lá!

O que é um orçamento anual de logística?

O orçamento anual é um dos pilares de uma boa gestão orçamentária, que por sua vez, prevê, planeja e monitora todas as ações e resultados financeiros do setor. Ou seja, a ideia principal desse planejamento é considerar todos os custos, receitas, despesas e investimentos, que estão previstos durante o decorrer do ano, dentro da operação. Resumindo em poucas palavras, é uma forma de antecipar o futuro e estar preparado às possíveis mudanças de cenários.

No entanto, para que isso seja possível, é imprescindível que o gestor se baseie em dados e argumentos precisos. Sendo assim, é fundamental ter o conhecimento de históricos de anos anteriores, acompanhar as mudanças do setor, assim como suas tendências para o ano seguinte e, por fim, reconhecer a posição da empresa no mercado.

Esse documento, quando bem elaborado, programado com antecedência e com base em dados precisos, é fundamental para um bom trabalho de gestão, capaz de minimizar riscos e gastos surpresa e possibilitar melhorias nos processos e operações da empresa.

Qual a importância de elaborar um orçamento anual de logística?

Os benefícios de um orçamento anual são muitos, em especial, no que tange à diminuição e controle de custos logísticos. Em momentos de instabilidade econômica no país, aumento de combustíveis e falta de mão de obra especializada, esse conceito se faz ainda mais fundamental.

Além disso, outros fatores externos são primordiais para a elaboração do orçamento anual. Segundo o Estadão, os custos logísticos de empresas no país avançam, em média, 30% ao ano e muitos deles estão associados à infraestrutura do país, como estradas de baixa qualidade, pedágios caros e aumento da violência em determinadas regiões.

Por fim, o baixo investimento em tecnologia e a má gestão logística também contribuem para o aumento desses custos no setor. Portanto, é essencial que todos esses aspectos sejam avaliados e estudados, detalhadamente, dentro do orçamento anual, para que as informações e previsões sejam, de fato, mais próximas à realidade da empresa.

Como aplicar um orçamento anual de logística na empresa?

Para elaborar um planejamento, é necessário passar por algumas ações e análises do setor e das suas operações. Por exemplo, o gestor precisa ter, em mãos, o controle sobre os custos e receitas do departamento, conhecer as ferramentas disponíveis e o que elas têm gerado para a empresa, avaliar as necessidades de investimentos em tecnologia e equipamentos, entre outros fatores.

1. Defina os níveis de planejamento

É muito importante que o setor de logística separe as suas estratégias de planejamento para facilitar a elaboração do orçamento anual. Para ficar mais claro como isso pode ser feito, destacamos alguns níveis que podem ser trabalhados nos seguintes âmbitos:

  • estratégico: possibilita uma análise empresarial a longo prazo. Aqui, você deve abranger as receitas, despesas, metas e objetivos a serem alcançados no período avaliado, assim como as projeções para o segmento e, por fim, o DRE (Demonstração de Resultado do Exercício);
  • tático: assegura que o departamento de logística seja observado de forma individual, com o intuito de verificar investimentos e a redução de custos, além de ações, objetivos e metas de médio prazo;
  • operacional: esse é o nível de planejamento imediato, que considera o que deve ser feito no presente, para que o orçamento anual seja controlado e não “perca o rumo” daquilo que foi planejado para o período. Aqui, você deve controlar ações rotineiras, como movimentação de produtos, controle dos estoques, distribuição etc.

2. Organize as despesas e receitas

Um dos fatores mais importantes na hora de elaborar o orçamento anual é ter organização. Isso engloba separar o que é custo e o que é receita. Pode parecer simples, porém, quando se trata de operações logísticas, muitos fatores precisam ser levados em consideração, pois não se trata de uma relação de compra e venda, como em um comércio, por exemplo.

Para exemplificar melhor, imagine que sua empresa invista em pallets de aço para a movimentação e armazenagem de um determinado produto. Certamente, a compra desse equipamento entrará no orçamento anual como um “gasto”. No entanto, por se tratar de um investimento, é preciso considerar que essa compra, vai gerar vantagens financeiras também, como redução de custos com manutenção, reposição etc.

3. Automatize os seus processos

Certamente, o uso da tecnologia é fundamental, tanto para otimizar as operações, como para gerar dados e informações mais precisas para seu orçamento anual. Logo, invista em sistemas inteligentes e capazes de melhorar o desempenho das tarefas, assim como de minimizar custos. Por exemplo, um bom ERP, sistemas de rastreabilidade de carga, carros e elevadores automáticos para armazéns, entre outros. Tudo isso, no final, impacta os resultados de seu orçamento anual.

4. Busque alternativas e tendências modernas

Hoje, o mercado de logística é repleto de soluções modernas e eficientes. Ficar atento às novidades e tendências é fundamental para elaborar planejamentos, cada vez mais eficazes e inteligentes. Por exemplo, imagine que suas vendas disparem e, com isso, seja preciso aumentar a sua capacidade de armazenagem.

Verticalizar seu estoque, sem dúvidas, é uma excelente estratégia nesse caso. Porém, se você optar por obras convencionais, demoradas e com altos investimentos, será que compensa o aumento das vendas? Logo, alternativas mais limpas, modernas e flexíveis, como a instalação de um mezanino, por exemplo, podem ser muito mais inteligentes e práticas, gerando menos impacto à operação e, certamente, ao orçamento anual também.

Enfim, essas foram as nossas dicas sobre por que e como elaborar um orçamento anual de logística em sua empresa. Trata-se de uma estratégia essencial do trabalho de gestão e precisa ser planejada, implementada e monitorada com toda a atenção. Feito isso, com organização, somado ao bom uso de ferramentas tecnológicas e equipamentos de última geração, certamente, os resultados serão os melhores possíveis.

Gostou do post? Quer ficar por dentro de outras dicas sobre o universo da logística? Então, siga a nossa página no Facebook e acompanhe as maiores novidades do setor!

Sem comentários

Cancelar