escalabilidade para a logística e serviços de armazenagem

Logística e serviços de armazenagem: como realizar mais serviços sem ter grandes alterações nos custos?

Valorizado entre as empresas mais modernas e poderosas do mercado, o conceito de escalabilidade é conhecido por trazer vantagens competitivas para uma marca que obtém um faturamento incrível, sem elevar os custos do negócio na mesma proporção. Seria possível aplicar a mesma ideia na logística e serviços de armazenagem?

Empresas escaláveis vendem produtos e serviços capazes de atingirem milhares de pessoas, fazendo com que empreendedores quebrem a cabeça tentando descobrir qual é o segredo do sucesso.

A boa notícia é que a resposta à nossa primeira pergunta é positiva. É possível, sim, que uma empresa logística consiga realizar mais serviços sem ter grandes alterações em seus custos.

Quer entender melhor como funciona esse conceito e por que ele é tão decisivo no mundo dos negócios? Continue acompanhando este post e descubra.

O que é escalabilidade?

Talvez você já tenha ouvido falar nesse nome, antes dele ser atrelado ao mundo corporativo. Escalabilidade, como o próprio termo já indica, tem a ver com a possibilidade de escalar.

Quando aplicado às corporações, esse conceito de subida se liga à expansão da empresa, aumentando os ganhos, sem necessariamente elevar os custos. Tão desejável quanto aparentemente utópico, esse termo revela um conjunto de técnicas utilizadas pelas empresas que conseguem se destacar no mercado, segurando os custos de forma impressionante.

Apesar de ressaltar que é possível que um setor logístico se torne escalável, deve ficar assente que nem todos os negócios estão prontos para isso. Vamos entender melhor como funciona o modelo ideal para a escalabilidade? Continue a leitura!

Como se caracterizam as empresas escaláveis?

Se você ainda está com um pouco de dificuldade para visualizar as empresas escaláveis do mercado, basta pensar em nomes como Facebook e Netflix. Esses são um dos maiores exemplos de empresas com custos infinitamente menores do que o alcance mundial.

Escolhemos esses dois exemplos apenas para facilitar sua compreensão, e não para distanciar você das chances de trazer esse conceito para a sua empresa. Afinal, existe um vasto número de empresas que começam como micronegócios e, por conta do potencial de escalabilidade, disparam diante da concorrência, atendendo uma demanda específica do mercado. O boom das startups exemplifica bem esse caso.

Trata-se de um formato no qual a empresa consegue suprir uma necessidade latente, em grande quantidade, sem precisar investir pesado na operação. O mesmo serve para produtos e serviços, mantendo sempre as qualidades que lhes agregam valor.

Não parece ótimo? Uma organização escalável consegue manter as margens de lucro (ou até provocar o aumento) conforme amplia o volume de vendas. Assim, tanto em um contexto financeiro quanto em uma estratégia de negócios, essa subida será caracterizada como potencial de escalada, quando o crescimento não prejudicar sua estrutura física ou os seus recursos à disposição.

Não restam dúvidas de que, quanto mais escalável for o empreendimento, mais investimentos ele atrai. Isso quer dizer que o próprio negócio pode funcionar com sucesso, enquanto se desenvolve.

Como funciona a escalabilidade na logística e serviços de armazenagem?

Muito bem. Agora que você já entende os parâmetros da escalabilidade, talvez esteja se perguntando se é mesmo possível que tudo isso funcione em uma área logística. Reafirmamos que sim.

Se você busca alcançar o crescimento profissional por meio de resultados sólidos e comprovados no setor de logística e armazenagem, esse é o melhor caminho para ver seus objetivos se cumprirem.

Nos dias de hoje, a logística possui um papel crucial na estratégia de qualquer empreendimento, de forma a se transformar em uma verdadeira base para alcance da desejada escalabilidade.

Se a logística coordena toda a operação (processos internos e externos) de uma companhia, por que não a apontar como a área que poderá trazer melhores resultados por um custo mais baixo?

Quem consegue olhar para o setor com olhos estratégicos está a um passo de abrir as portas para a escalabilidade, sobretudo por meio dos serviços de armazenagem.

A partir daí a próxima pergunta seria: mas, então, o que é necessário fazer para aprimorar a eficiência desses processos logísticos?

A resposta começa no planejamento, pois todo o gestor da área já deve ter lido ou ouvido falar sobre o quanto o sucesso está atrelado à elaboração de um plano bem-feito. Sem metas e estratégias definidas, a produtividade dos colaboradores tende a ser afetada pela complexidade do trabalho.

Depois do planejamento, é hora de atuar na prática em busca de gerar economia sem perder a qualidade. Quer saber como? A seguir, confira algumas dicas que podem ajudar você a manter a estrutura adequada nos armazéns.

Como tornar os serviços de armazenagem escaláveis?

Saiba como projetar o armazém

Se você ainda pode escolher o local do armazém, leve em consideração os seguintes itens:

  • disponibilidade de serviços;
  • acesso a transporte;
  • infraestrutura de serviços públicos;
  • impostos;
  • seguros; e
  • custos gerais.

O projeto do seu armazém precisa focar da redução do congestionamento, considerando a quantidade de andares a incluir na instalação física, o fluxo de produtos e um plano de utilização do espaço cúbico.

Além disso, o layout deve ser visto como ferramenta estratégica, sendo integrado ao sistema de manuseio, o que favorece o bom posicionamento dos itens e um picking sem dificuldades.

Conheça o funcionamento do armazém como ninguém

Ninguém melhor do que você para conhecer o funcionamento do armazém por completo. Isso não significa que outros colaboradores não possam entender a totalidade dos processos, mas você — como gestor — deverá desenvolver uma visão estratégica a partir da integração de todos os procedimentos e operações. Desmembre as seguintes etapas e esteja por dentro de tudo sobre elas:

  • recebimento do estoque;
  • armazenamento;
  • montagem dos pedidos; e
  • envio para o cliente.

Dê preferência ao manuseio estratégico

Prefira fazer movimentações longas do que diversas pequenas. Dessa forma, a operação fará tudo em menos tempo e menores serão as chances de avarias. Tenha sempre em mente que grandes quantidades em movimentação geram as desejadas economias de escala.

Durante carregamentos e descarregamentos, faça com que as cargas sejam unitizadas toda vez que possível. Essa prática vai acelerar o processo e provocar a velocidade de entrega. Outra boa dica é investir no endereçamento correto dentro do galpão, de modo a facilitar a movimentação e evitar problemas com acidentes.

Como você viu, a escalabilidade no setor logístico pode ser alcançada quando o gestor se preocupa em seguir as melhores práticas de gestão e organização. Nosso blog é repleto de informações úteis que poderão ajudar você a construir uma visão sistêmica da empresa, abrindo caminho para os efeitos desejados.

Continue acompanhando nossos posts para aprender sobre as melhores técnicas relacionadas aos serviços de armazenagem. Para tanto, siga nossos perfis redes sociais — estamos no Facebook, Linkedin e Instagram.

newsletter blog da longa industrial

Inscreva-se em nossa Newsletter!

Receba nossos conteúdos por e-mail.

Seja bem-vindo à nossa newsletter!

Sem comentários

Cancelar