5 dicas para melhorar a produtividade na armazenagem e estocagem

armazenagem e estocagem
6 minutos para ler

A melhora de performance é uma busca constante na armazenagem e estocagem, pois a produtividade geralmente é obtida pela redução de movimentações, fluxos de trabalhos lógicos e simples, e ações para reduzir custos.

O atual cenário econômico, aliado às mudanças tecnológicas e de comportamento do consumidor, tornam ainda mais urgente a necessidade das empresas se reinventarem e garantirem um alto nível de serviço a um custo competitivo.

Mas como conseguir isso? Para ajudá-lo nesse desafio, apresentaremos 5 dicas práticas para você aplicar no seu armazém e aumentar a produtividade de sua operação. Está preparado? Continue a leitura e confira!

1. Capacite e desenvolva as competências do seu time

A primeira coisa que geralmente vem à mente das pessoas quando o assunto é produtividade são fatores como a aquisição de máquinas mais modernas ou a implantação de sistemas. Embora sejam importantes, o que o gestor deve levar em conta é que o motivo mais importante é a qualidade de sua equipe.

Não é à toa que as grandes organizações desenvolvem programas com o objetivo de ter as pessoas certas no lugar certo, afirmando continuamente para os colaboradores que eles são os principais ativos da organização. Já se perguntou o porquê? A resposta é simples. São as pessoas que fazem a empresa.

Portanto, a primeira dica para aumentar a produtividade consiste em capacitar e desenvolver competências na equipe de armazenagem e estocagem. A capacitação está relacionada ao modo como as atividades devem ser realizadas, fornecendo ao colaborador as informações necessárias para que ele possa realizar a sua atividade de forma eficaz.

O desenvolvimento de competências busca melhorar comportamentos, qualidades e valores importantes para o trabalho em equipe, assim como ética, motivação, entre outros.

2. Estabeleça metas de armazenagem e estocagem

A criação de metas deve ocorrer a partir do momento em que os colaboradores sabem o que e como deve ser feito. Em termos simples, podemos definir uma meta como um alvo a ser atingido. Cada empresa possui diversas particularidades, por isso, você precisa olhar a sua operação ao determinar quais os resultados que serão perseguidos.

No momento de estabelecer as metas, algumas regras devem ser levadas em conta. Veja abaixo as principais:

  • deve ser desafiadora, mas factível;
  • deve ser algo que dependa exclusivamente das ações da sua equipe (você não deve, por exemplo, colocar meta para aumentar vendas para a sua equipe de armazenagem e estocagem);
  • precisa ter prazo determinado;
  • tem que ser específica, de forma que cada colaborador entenda exatamente o que é preciso entregar, quando e onde;
  • precisa ser mensurável e ter indicadores que possibilitem o acompanhamento, seja quantidade de caixas por hora, valor de avarias, percentual de devoluções, entre outras;
  • outro fator determinante é que a meta deve ser relevante. A equipe precisa entender como o resultado que eles estão buscando serão benéficos para eles e para a organização.

As metas permitirão que os colaboradores foquem no que é mais importante e busquem soluções para resolver os problemas que afetam diretamente o seu atingimento.

3. Acompanhe os processos de perto

Com a equipe treinada e metas claras, o gestor certamente terá muito mais facilidade para realizar as suas atividades, sendo o acompanhamento dos processos uma das principais.

ebook - guia prático sobre armazenagemPowered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

O foco deve ser identificar quaisquer fatores que estejam gerando algum tipo de empecilho e reduzindo a produtividade da equipe. Veja abaixo alguns itens prováveis:

  • problemas sistêmicos;
  • processos complexos ou em excessos;
  • burocracias desnecessárias;
  • erros na comunicação;
  • problemas em equipamentos;
  • atrasos de fornecedores;
  • falta de cumprimento dos procedimentos pelos colaboradores;
  • turnover e absenteísmo.

Na maioria das vezes, o time age proativamente para resolver esses problemas. No entanto, o gestor precisa tomar as medidas para atacá-los na raiz, de modo que não continuem comprometendo a produtividade operacional.

Um fator a se ressaltar é a necessidade de ter equilíbrio. Se o gestor ficar a todo instante “em cima” da equipe, pressionando-a, o resultado não será positivo. O líder tem que se posicionar como um auxiliador, presente para tirar as barreiras e possibilitar que o time melhore os seus resultados continuamente.

4. Garanta a infraestrutura e as ferramentas necessárias

Imagine que você é treinador de um pequeno time do interior de São Paulo. Possui um recurso extremamente limitado e apenas um campo de barro para treinar. Seria viável cobrar dessa equipe o título do campeonato estadual? Certamente que não. De modo similar, se você quer obter grandes resultados, precisa fornecer para a sua equipe as ferramentas e infraestrutura necessárias.

Alguns itens nesse quesito são mais simples, como garantir um ambiente limpo, organizado e em bom estado de conservação. Por mais simples que pareça, esses fatores aumentam o moral da equipe e, consequentemente, a produtividade.

Embora equipamentos novos geralmente gerem maior produtividade, se houver um plano regular de manutenção, treinamento para os colaboradores e se bem cuidado, é possível manter um alto padrão e ainda aumentar a vida útil do equipamento sem novos investimentos.

Algumas ferramentas tecnológicas também podem ser utilizadas para automatizar e aumentar a segurança de alguns processos.

5. Mantenha uma carga de trabalho equilibrada

Embora a busca da produtividade seja constante, ela não deve gerar nos colaboradores sobrecarga. O gestor precisa manter uma comunicação ativa com a sua equipe, fornecer e receber feedbacks constantes a fim de aperfeiçoar os processos.

Os feedbacks devem ser de oportunidades (apontando problemas que precisam ser melhorados) e também de elogios (mostrando o que a equipe fez de forma acertada e que merece ser mantido e replicado).

O gestor também precisa estar aberto para receber esses mesmos feedbacks da equipe. Esse processo aumenta a integração, gera confiança entre as partes e mostra que todos estão unidos na busca de um objetivo comum: o melhor resultado.

Aumentar a produtividade na armazenagem e estocagem é um grande desafio. Invista em treinamento e capacitação, crie metas e acompanhe de perto os processos. Forneça a infraestrutura e ferramentas necessárias, e mantenha um ciclo de feedbacks constantes com a sua equipe. Aplicando essas dicas, você conseguirá alavancar os resultados do seu armazém logístico.

Agora que já sabe como aumentar a produtividade na armazenagem e estocagem, descubra como a logística 4.0 pode impactar o seu negócio!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-
Assine nossa Newsletter

Assine nossa Newsletter

Receba conteúdos exclusivos e gratuitos sobre Logística e Sistemas de Armazenagem

Obrigado por se inscrever!