Racks metálicos: um miniguia para tirar suas dúvidas

racks metálicos
6 minutos para ler

Para que os processos logísticos se desenvolvam de maneira produtiva e segura é necessário que a empresa invista em estruturas adequadas e de qualidade. Os racks metálicos são um excelente exemplo de recurso que pode simplificar o dia a dia do setor de logística, tornando-o mais organizado e eficiente.

No entanto, para extrair todo o potencial dessa estrutura é preciso conhecê-lo bem. Continue a leitura e tire todas as suas dúvidas sobre o tema!

O que são racks metálicos?

Racks metálicos são uma estrutura de grande resistência, fabricada em chapa de aço, utilizada para atender a diversas funções em um centro de armazenagem.

Ele pode ser verticalizado por empilhamento blocado e, também, ser alternado para o formato de corredor, a depender da necessidade do setor. Essa característica confere uma maior versatilidade ao layout do armazém e é um de seus grandes diferenciais.

Destaca-se que a montagem e desmontagem de um rack metálico é rápida e simples. Ademais, ele não exige uma área específica para ser implementado — pode ser utilizado em câmaras frias e em áreas secas.

Outro destaque se refere à sua durabilidade e resistência, já que eles garantem uma sobrecarga menor aos pallets. Por fim, vale mencionar que a estrutura está dentro do conceito de logística sustentável, pois alguns modelos podem ser totalmente reciclados no final de sua via útil.

Quais os tipos de racks metálicos existem no mercado?

Por ser prático e moderno, esse esquema de armazenamento está sendo implementado em diversas empresas. Conforme mencionado, os racks podem ser desmontados com facilidade e, caso o cliente deseje, pode se transformar em um sistema blocado.

Atualmente, existem diversos modelos à disposição das empresas, dos quais destacam-se:

  • racks para armazenagem de pallets;
  • racks para armazenagem de produtos em seu interior;
  • racks aramados para produtos de difícil empilhamento;
  • racks para bags.

Para a escolha do modelo ideal, é indicado o auxílio de profissionais. Ou seja, uma equipe especializada deve avaliar a operação e as demandas do negócio e indicar o melhor tipo de rack, já que é preciso observar questões que vão além do modelo de produto a ser armazenado.

Como eles são produzidos?

O rack metálico é fabricado com um material conhecido como aço galvanizado, o que confere a esse produto uma excelente durabilidade e resistência.

Em geral, a peça consegue resistir a agentes que têm capacidade de danificar estruturas logísticas e, também, aos processos de corrosão, choques mecânicos e excesso de umidade.

Existem empresas que fabricam essa estrutura de maneira personalizada (racks novos) e, também, locais em que revendem racks usados.

No entanto, no último caso, é importante uma boa análise sobre o produto, já que ele pode não atender a necessidade de armazenagem de seu negócio, como a capacidade de peso e o dimensionamento.

Como mantê-los conservados?

Apesar de serem fabricados em um material bem resistente, é importante que a empresa adote algumas práticas de conservação.

O ideal é que sempre seja realizada a troca de peças danificados, já que elas podem comprometer a capacidade de carga do empilhamento.

Além disso, vale a pena destacar que, assim como as demais estruturas, os racks podem receber acabamentos diferentes para funções específicas. No caso de armazenamento de produtos químicos e corrosivos e na aplicação em câmaras frias e ambientes externos, eles recebem uma galvanização a fogo.

Tudo isso precisa ser analisado, pois os cuidados adequados podem aumentar bastante a vida útil do equipamento.

Como eles são utilizados nos centros de armazenamento?

Quando se fala em sistemas de armazenagem, os racks metálicos podem ser um importante recurso para compor essas estruturas e elevar a capacidade e qualidade do processo.

Isso ocorre porque eles podem ser adaptados para diversas funções — caixas-pallets, pallets e estrados. Do mesmo modo, eles podem ser subdivididos em diversos tipos — desmontáveis, aramados e estantes, por exemplo —, facilitando a movimentação, o transporte e a própria armazenagem dos produtos em estoque.

Por fim, quando utilizados em grandes estoques, os racks metálicos podem ser utilizados para adaptar plataformas para atender a questões de ergonomia.

Em muitos casos, é preciso adaptar as estruturas, principalmente no que se refere à altura, para que o funcionário consiga executar suas funções sem afetar sua saúde física e, claro, sem sofrer perdas em sua produtividade em razão da falta de segurança ou conforto no ambiente de trabalho.

Quais os benefícios desse sistema?

Conforme visto, os racks metálicos têm características exclusivas que os tornam um equipamento muito útil ao cotidiano da logística.

Um dos pontos de destaque é que ele pode ser adaptado a todos os tipos de centros de armazenagem. Na prática, isso permite que o gestor aproveite melhor o espaço disponível e, assim, amplie a capacidade do setor.

Além disso, empresas especializadas são capazes de desenvolver racks para qualquer tipo de produto. Esses racks especiais são extremamente úteis, por exemplo, em indústrias automotivas, que necessitam de estruturas adequadas para a armazenagem e transporte das peças dos carros.

Mas isso não é tudo! Quem aposta na implementação desse sistema desfruta de vantagens expressivas, como:

  • maior resistência mecânica do produto;
  • redução do peso na estrutura;
  • aumento da organização do espaço;
  • verticalização dos armazéns;
  • aumento da durabilidade das estruturas logísticas;
  • facilidade de manutenção;
  • resistência à umidade;
  • pode ser produzido em qualquer tamanho;
  • pode ser reciclado;
  • possibilita uma rápida mudança de layout;
  • tem um ótimo custo-benefício.

Finalizando este material, pode-se concluir que os racks metálicos estão presentes em centros de armazenagem espalhados por todo o país. Eles exercem um papel importante no que se refere os sistemas de armazenamento e ao transporte de produtos.

Além de contribuírem para a otimização do espaço disponível nesses locais, a implementação dessas estruturas contribui para o aumento da produtividade logística, para a manutenção da qualidade dos produtos e, claro, para a redução de perdas no estoque.

Assim sendo, caso sua empresa ainda não faça uso dos racks metálicos, é interessante estudar essa estratégia. Afinal, conforme visto, os benefícios são expressivos e o custo-benefício é bem atrativo.

Conseguiu sanar todas as suas dúvidas sobre o tema? Se tiver algo mais que queira saber, deixe sua pergunta nos comentários! Se interessou por esse produto? Entre em contato com a Longa Industrial agora mesmo!

Você também pode gostar

2 thoughts on “Racks metálicos: um miniguia para tirar suas dúvidas

  1. Boa noite, recentemente tivemos problemas recorrentes com o rack no nosso centro de distribuição. Como não há fixação no empilhamento dos mesmos, eles acabam por correr do prumo, ficando desalinhados. Quais são as alternativas diante desses eventos?

    1. Olá Endira! Obrigado por nos enviar sua dúvida.
      Para sugerir uma solução seriam necessários mais detalhes, como o modelo do rack que vocês utilizam.

Deixe um comentário

-