segurança de frotas e entregas

Como promover segurança de frotas e entregas e evitar roubos?

Na busca por garantir a segurança de frotas e entregas em um cenário em que o roubo de cargas e a violência praticada contra os motoristas é cada vez mais intenso, contratar um serviço de escolta armada tem sido uma opção recorrente.

Essa medida mais radical acompanha a necessidade de proteção em situações de extrema urgência, já que há diversos casos no qual a carga perdida nunca mais é recuperada, sem contar com os danos que podem ser causados aos condutores.

Quando nenhuma outra medida de prevenção surte efeito, os gestores passam a refletir sobre essa alternativa. No entanto, ainda existem muitas dúvidas quanto a utilização desse serviço.

No post de hoje, vamos explicar como é possível garantir a segurança de frotas e entregas por meio de uma escolta armada. Está pronto para tirar suas dúvidas? Então continue acompanhando.

O que é escolta armada?

A escolta armada é uma atividade profissional realizada por uma instituição de segurança privada. O objetivo é assegurar a proteção no transporte operacional de qualquer tipo de carga, assim como a segurança no retorno da equipe com o respectivo armamento e demais equipamentos.

Seguindo a legislação brasileira, esse tipo de ocupação conta com a autorização do Ministério da Justiça, sendo regulada e fiscalizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Como é realizada a segurança de frotas?

O modelo ideal autorizado pela PRF inclui a disponibilização de um carro com dois agentes a bordo. O formato segue para toda empresa que contrata os serviços de escolta armada, mas existem casos em que a escolta faz uso de dois veículos.

Indo um pouco mais além, há empresas que não trabalham necessariamente dentro das especificações da Polícia Rodoviária Federal, preferindo diferentes tipos de veículos nesse serviço. Entretanto, vale frisar que uma operação como essa só pode ser acompanhada por automóveis autorizados.

A carga transportada é o foco principal do resguardo, abrindo caminho para uma série de ações preventivas. O objetivo só se dá como cumprido quando o carregamento chega ao destino dentro das condições, prazos e expectativas do contratante.

O custo-benefício compensa?

Quem vê a opção da escolta armada como um custo adicional tende a enfrentar problemas na gestão logística. Isso porque estamos falando de um assunto extremamente peculiar que só deve ser acionado em casos especiais.

O ideal é que o custo seja visto como um investimento a ser incorporado em toda a cadeia produtiva. Quem quer promover a segurança de frotas e entregas e decidir contar com esse método poderá desfrutar de vantagens com alto valor para as operações, como a garantia de maior proteção sob cargas caras, evitando prejuízos.

Entrelaçado a isso, estão os seguintes benefícios:

  • agilidade, integridade do produto e eficiência na entrega final;
  • suporte feito por profissionais de alta capacitação com treinamento especializado em situações de roubo, sequestros, direção defensiva e evasiva;
  • não acionamento do sinistro;
  • redução das ocorrências de indenizações por falta de entrega.

Quais empresas podem prestar esse serviço?

Somente organizações que estão em dia com as regulamentações exigidas pela Polícia Rodoviária Federal podem obter a qualificação necessária para a execução desse serviço.

Sendo assim, é importante que o contratante verifique as documentações da empresa antes de contratar o serviço de defesa. Para isso, basta visitar o site da PRF e verificar as informações necessárias.

Lá você pode inserir o CNPJ da empresa e acessar a declaração de situação e regularidade. Nunca opte por contratar um serviço ilegal.

Quem são os profissionais que atuam na escolta?

A guarda privada e armada não pode ser executada por qualquer tipo de profissional. Treinamento adequado e experiência comprovada são exigências inadiáveis. Afinal, quem trabalha com armamento precisa ser preparado para manusear armas de fogo, tendo posse de licenciamento.

Vale ressaltar que as empresas que oferecem esse serviço costumam preferir pessoas com temperamento calmo e maior capacidade de visão dinâmica das condições que são implícitas ao ambiente de trabalho.

Existe algum tipo de treinamento específico para esses vigilantes?

Sim. Para cumprir a escolta armada, o agente pode fazer uso de armamento especial, inclusive arma longa. Essa liberação faz com que o processo de seleção seja mais exigente.

Estão inclusas avaliações psicológicas para a checar as características comportamentais e emocionais do empregado. Além disso, somente os vigilantes que possuem Curso de Extensão D podem realizar essa atividade.

A partir de qual valor é preciso contratar escolta armada?

Não existe um parâmetro fixo para responder a essa questão tão recorrente. Tudo vai depender dos termos que sua seguradora definir para o transporte de seus itens. Desse modo, os principais fatores que influenciarão essa decisão são:

  • tipo de carga que será transportado;
  • trajeto a ser percorrido;
  • data em que a viagem será feita.

No geral, produtos com grande valor agregado sempre precisarão de proteção durante a movimentação. Além desse tipo de itens (como computadores, obras de arte etc.), é comum que cargas de medicamentos, produtos de frigoríficos e cigarros também utilizem a defesa com armas.

A escolta é obrigatória a partir de algum volume?

Como sabemos, hoje em dia é quase impossível visualizar uma cadeia completa de distribuição e logística sem menção da escolta armada. Não há dúvidas de que esse é um dos serviços mais utilizados pelas empresas do ramo, pois oferece uma solução que ninguém mais pode entregar.

Sendo assim, a definição do volume necessário para o acompanhamento engatilhado é determinado pela própria seguradora, sob normas preestabelecidas.

A Polícia Rodoviária Federal determina que:

“veículos transportadores de cargas superdimensionadas, indivisíveis, excedentes em peso e/ou dimensões e outras cargas que, pelo seu grau de periculosidade, dependam de autorização e escolta especial, para transitar nas rodovias federais”.

Como contratar uma empresa de escolta armada?

Escolher a instituição certa para proteger sua carga de alto valor não pode ser uma tarefa leviana, sob nenhuma hipótese. Em um momento como esse é fundamental optar por uma empresa com experiência e certificações comprovadas.

Antes de tudo, lembre-se de fazer uma pesquisa aprofundada e assegurar de que a contratada possui, de fato, experiência em situações de risco. Um bom histórico no cumprimento de prazos e entregas também conta pontos na hora da melhor decisão.

Se você é favor de um país com melhores garantias de segurança de frotas e entregas, que tal compartilhar esse artigo com os seus amigos nas redes sociais?

newsletter blog da longa industrial

Inscreva-se em nossa Newsletter!

Receba nossos conteúdos por e-mail.

Seja bem-vindo à nossa newsletter!

Sem comentários

Cancelar