tipos de empilhadeiras

Conheça os tipos de empilhadeiras mais usadas e saiba como escolher o modelo ideal

As empilhadeiras são equipamentos essenciais para o cotidiano do setor de logística. É importante que o gerente e os profissionais da área conheçam os tipos de empilhadeiras e saibam escolher a que melhor atende às demandas do negócio — o que inclui a maneira adequada de realizar a movimentação de cargas.

Diante da relevância do tema e da variedade de equipamentos existente no mercado, produzimos um conteúdo que apresenta as principais características dessas ferramentas. Nosso objetivo é ajudar você a identificar o tipo que trará os melhores resultados para a empresa.

Continue com a leitura e aprenda um pouco mais sobre o assunto!

A empilhadeira ideal: quais fatores devem ser analisados?

A tecnologia é uma grande aliada da atividade empresarial e o setor de logística se beneficia de maneira expressiva com os avanços e lançamentos tecnológicos. Como gerente de logística, é provável que você perceba que há uma grande variedade de máquinas e ferramentas que auxiliam o cotidiano da equipe e tornam o trabalho mais eficiente e seguro.

Mas, falando sobre as empilhadeiras, como fazer a escolha certa? Quais aspectos devem ser analisados antes de adquirir esse tipo de maquinário? Ao longo deste artigo, você encontrará as respostas e aprenderá a escolher a empilhadeira ideal para sua empresa!

Ambiente operacional

O primeiro aspecto a ser avaliado é o ambiente em que a empilhadeira será utilizada, ou seja, em local interno ou externo. Esse dado é importante porque ajuda a eliminar algumas opções de sua lista.

No caso de ambientes externos, é aconselhável investir em um equipamento movido à combustão. Eles são mais baratos e conseguem se adaptar melhor ao piso irregular desses lugares. Contudo, para ambientes internos, a empilhadeira elétrica pode ser uma boa opção, já que não produz muitos ruídos e gases poluentes.

Estrutura de armazenagem utilizada

A estrutura de armazenagem é outro fator relevante para a escolha da empilhadeira correta. Faça uma análise precisa do seu layout de armazém e observe qual é a necessidade de elevação do equipamento.

Da mesma forma, é necessário avaliar a largura dos corredores e a altura do vão de passagem. Tudo isso interfere na decisão e faz com que o investimento traga benefícios expressivos à produtividade do setor.

Orçamento disponível para manutenções

Não há como deixar de analisar o orçamento disponível para manutenção das empilhadeiras. Isso porque, para que a ferramenta funcione de maneira adequada, ela deve passar por revisões periódicas.

Portanto, é aconselhável analisar a existência de assistência técnica autorizada na localidade, o tempo indicado para troca de óleo e dos filtros, além do custo geral com a substituição de peças. Caso essa conta pese no orçamento da empresa, há a opção de alugar esses equipamentos e, assim, reduzir os gastos com manutenção.

Características do produto a ser movimentado

Por último, é essencial que o gestor considere o tipo de produto que será movimentado e deslocado por meio das empilhadeiras. Afinal, materiais frágeis, que exigem o uso de paletes, tenham grandes dimensões e volumes exigem máquinas específicas.

Quais os tipos de empilhadeiras mais usados nas empresas?

Depois de conhecer os fatores que precisam ser considerados para a escolha da empilhadeira adequada as suas necessidades, podemos apresentar os tipos mais utilizados em movimentação de cargas.

Conforme mencionado, existem inúmeros modelos disponíveis no mercado e, realizando a análise com precisão, você poderá encontrar o equipamento ideal. Saiba mais a seguir!

Empilhadeira portuária

A empilhadeira portuária, como o próprio nome sugere, é destinada à operação nos processos de carga e descarga de navios. Por esse motivo, ela possui capacidade de suportar peso superior à maioria dos modelos disponíveis no mercado — algumas chegam a transportar toneladas ao mesmo tempo.

Empilhadeira elétrica

Esse modelo funciona com base em energia elétrica proveniente de baterias potentes. Tal característica faz com que a empilhadeira emita um nível baixo de ruídos e seja bastante econômica.

No entanto, é necessário observar que ela não pode operar em ambientes molhados e em locais que possuem pisos irregulares. Em geral, para que o sistema cumpra sua função com qualidade, o piso precisa ser liso, limpo e seco.

Empilhadeira manual

A empilhadeira manual necessita de um operador humano para guiá-la e colocá-la em funcionamento. Ainda assim, deve-se esclarecer que não se trata de um esforço físico exagerado. Na verdade, existem mecanismos, como roldanas e rolamentos, que auxiliam o trabalho e tornam a tarefa de elevação menos pesada.

Empilhadeira à combustão

As empilhadeiras à combustão utilizam uma fonte de energia diversa da elétrica e da manual. Atualmente, os modelos mais fáceis de serem encontrados no mercado são os movidos a gás ou diesel.

As que utilizam gás possuem uma capacidade de carga superior ao modelo elétrico, mas emitem fumaça. Esse detalhe deve ser analisado, visto que em ambientes fechados pode representar um expressivo prejuízo à saúde.

As empilhadeiras que utilizam diesel possuem duas vantagens em relação àquelas que utilizam gás. O diesel é um combustível fácil de ser encontrado e, portanto, possui custo operacional menor. Além disso, esse é o modelo que conta com uma das maiores capacidades de carga.

Empilhadeira pneumática

O último modelo a ser destacado é a empilhadeira pneumática. Esses equipamentos são movidos graças a um sistema que se baseia na pressão do ar (energia pneumática).

Por suas características, esse tipo de empilhadeira costuma ser muito utilizado na construção civil e em áreas de mineração. Entretanto, cabe ressaltar que o setor de transporte também pode colher bons frutos com esse investimento.

Conhecer os diferentes tipos de empilhadeiras é muito importante para o profissional de logística. O gestor que se preocupa em adquirir mais conhecimento e se manter atualizado sobre as tendências do mercado é muito mais produtivo e eficiente.

Por isso, depois de conhecer as características principais de cada um desses modelos e entender os aspectos que precisam ser analisados para a escolha do equipamento ideal, tenha certeza de que sua empresa desfrutará de resultados expressivos em logística.

Já conhecia esses modelos de empilhadeira? Conte para a gente nos comentários qual é a sua experiência no setor! Teremos o prazer de saber a sua história e também ajudar você a conquistar uma logística de alta performance!

INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER:

Obrigado por se inscrever!

newsletter blog da longa industrial

Inscreva-se em nossa Newsletter!

Receba nossos conteúdos por e-mail.

Seja bem-vindo à nossa newsletter!

Sem comentários

Cancelar