Você sabe o que considerar ao escolher seu fornecedor logístico?

fornecedor logístico
6 minutos para ler

Atualmente, a logística tem exercido um papel mais estratégico dentro das empresas, contribuindo para gerar mais valor para os clientes e oferecer uma experiência diferenciada. Porém, para que isso seja possível, é necessário cuidar de vários aspectos e, entre eles, a escolha do melhor fornecedor logístico.

A definição de uma parceria de sucesso é realizada com base em diversos fatores e é sobre eles que falamos neste artigo. Continue acompanhando a leitura e confira as nossas dicas sobre o assunto agora mesmo!

Avalie os preços sem desconsiderar o custo-benefício

O preço é um dos fatores determinantes em uma negociação, mas vale lembrar que nem sempre o mais caro é o que tem a melhor qualidade, ao mesmo tempo que produtos baratos não são, necessariamente, sinônimo de falta de confiabilidade (e também de qualidade).

Buscando evitar aquelas situações nas quais as economias de curto prazo elevam os custos em médio e longo prazo, o ideal é tomar a decisão com base no custo-benefício que o fornecedor oferece. Isso quer dizer que vale a pena pagar um pouco mais para contratar um parceiro confiável, que oferece bons produtos e um serviço confiável.

Analise as questões mercadológicas

Além de preço e da qualidade, há outros aspectos que devem influenciar na escolha do fornecedor logístico e as principais delas são:

  • a tradição do player no mercado;
  • valor de frete para a realização das entregas; e
  • tempo médio de processamento e envio dos pedidos.

Esses (entre outros) pontos ajudam a entender qual é o posicionamento do fornecedor em questão, no mercado, e, principalmente, qual é a capacidade e velocidade que ele tem para atender às suas demandas.

Esse critério pode ser utilizado para comparar as propostas enviadas e analisar qual delas é a melhor para as necessidades do seu negócio.

Estude o histórico da empresa e busque referências

A análise da reputação da empresa no mercado ajuda a avaliar o nível de qualidade oferecido aos contratantes e a efetividade nas entregas — a capacidade de realizar os envios dentro do prazo, com os produtos e quantidades corretos, sem avarias e extravios.

Para conseguir realizar essa pesquisa, vale tentar contato com outros clientes que já trabalham ou trabalharam com o fornecedor em questão e realizar pesquisas na internet, por exemplo.

Ao conversar com outros gestores e obter recomendações, fica mais fácil identificar aspectos essenciais para entender se a empresa tem capacidade de atender ao seu negócio com a qualidade esperada.

Identifique a capacidade de atendimento

Ao iniciar uma negociação, os gestores e compradores precisam ter um conhecimento profundo sobre o comportamento da demanda ao longo de determinado período. Isso ajuda a identificar possíveis picos de sazonalidade ou pequenas alterações no comportamento do consumidor.

Isso quer dizer que, durante o processo de negociação, o fornecedor precisa estar ciente dessa realidade e, a partir daí, garantir que consegue atender à demanda mesmo nos períodos de alta, sem comprometer a qualidade dos produtos e serviços e os prazos de entrega estipulados.

ebook - guia prático sobre armazenagemPowered by Rock Convert
ebook - logística empresarial guia completoPowered by Rock Convert

Verifique a adequação do fornecedor ao seu produto

Atualmente, com tanta concorrência no mercado, os clientes prezam por quem oferece adequação ao seu modelo de negócios. Em outras palavras, já passamos do tempo em que era o contratante quem tinha que se adequar aos seus parceiros.

Por isso, não deixe de verificar esse nível de personalização que o fornecedor logístico oferece ou, então, mesmo se os processos forem mais engessados, qual é a compatibilidade entre as duas empresas.

Assim, evita-se concretizar uma parceria que não trará o desempenho esperados para a sua empresa e ainda pode prejudicar os resultados do negócio, além da possibilidade de afetar a qualidade do que é oferecido aos seus clientes.

Conte com a segurança dos contratos

A elaboração do contrato é um dos pontos cruciais na negociação com os fornecedores. Nesse momento, é válido questionar se a empresa provedora trabalha com níveis de serviço predefinidos.

Se possível, além de realizar essas análises, estipule multas caso esses níveis não sejam alcançados com recorrência. Dessa forma, inibe-se questões como:

  • atrasos nos envios;
  • avarias e extravios nos produtos;
  • quantidade diferente da que foi solicitada; e
  • não comparecimento (no caso de shows, por exemplo).

Esse é um dos momentos nos quais alguns fornecedores tentam negociar ou prorrogar a decisão para evitar esse tipo de cobrança. Porém, vale a pena enxergar essas atitudes com certa desconfiança — ainda que certas discordâncias façam parte do processo, a transparência e a honestidade são essenciais!

Portanto, deixe claro todos os indicadores que serão monitorados e certifique-se de que ambas as partes aceitem e estejam cientes dos termos. Além disso, outra forma de resguardar a sua empresa, caso seja necessário encerrar o contrato antes do prazo determinado, é acrescentar cláusulas de saída — caso os descumprimentos sejam recorrentes ou graves.

Tenha sempre um plano B

Na logística, sempre acontecem imprevistos que podem prejudicar o planejamento realizado. Por isso, é sempre importante contar com um plano alternativo para garantir o atendimento e, pelo menos, parte do resultado esperado.

Um exemplo prático para entender a importância disso é a contratação de transportadoras. Geralmente, é feito um contrato com um fornecedor que vai atender a determinada região.

Porém, quando há um aumento repentino na demanda e ele não tem capacidade para realizar todos os envios, sua empresa arca com o custo altíssimo dos chamados “fretes sppot” (solicitados em situação de emergência e sem contrato com a transportadora) ou dos fretes aéreos, para não perder no prazo de envio para o cliente.

Sendo assim, vale a pena fechar negociações com outras transportadoras, de forma que elas possam ser acionadas nessas situações.

A escolha do melhor fornecedor logístico, apesar das dicas que foram listadas aqui, precisa ser feita com base no seu modelo de negócio e produtos oferecidos, na capacidade de arcar com os custos e no tipo de necessidade que foi levantada durante o planejamento. Por isso, é de suma importância conhecer todas as particularidades antes de partir para a negociação.

O que achou das nossas dicas? Quer saber mais sobre como escolher um fornecedor logístico para verticalizar e otimizar a sua gestão de estoque? Então entre em contato conosco agora mesmo e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-
Assine nossa Newsletter

Assine nossa Newsletter

Receba conteúdos exclusivos e gratuitos sobre Logística e Sistemas de Armazenagem

Obrigado por se inscrever!